Cabeceira/PI,  21 de setembro de 2019
 

28 de setembro de 2017 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Após 16 dias, agentes Penitenciários do Piauí suspendem greve

A classe reivindicava reajuste salarial, pagamento de insalubridade, nomeação de agentes concursados

Após 16 dias de greve, os agentes penitenciários do Piauí decidiram suspender o movimento grevista nessa terça-feira (26). Segundo o presidente do Sindicato da categoria, José Roberto, a greve foi encerrada depois que o Governo do Estado abriu canal de negociação em relação às pautas de reivindicações dos agentes. Ainda não há reunião marcada.

A classe reivindicava reajuste salarial, pagamento de insalubridade, nomeação de agentes concursados e melhores condições de trabalho. A negociação ocorreu com a intermediação do Tribunal de Justiça do Piauí. José Roberto afirmou que caso o governo do Estado não cumpra o acordo firmado judicialmente os agentes penitenciários irão retomar o movimento grevista.

Durante a greve, os gentes penitenciários se recusam a receber detentos no sistema prisional. Outros serviços como visitas íntimas e de advogados, a transferência de presos entre presídios e deslocamento para audiências também foram suspensos. Segundo a categoria, o movimento foi deflagrado após descumprimento de acordo coletivo firmado no Tribunal de Justiça.

O secretário de Justiça Daniel Oliveira durante o movimento grevista reforçou a segurança para garantir que os presos permaneçam nas unidades prisionais e o sistema de justiça continuasse funcionando normalmente. No entanto, um princípio de motim foi registrado no presídio de Parnaíba e uma rebelião na penitenciária de Floriano na última semana.

O Tribunal de Justiça do Piauí já tinha determinado que pelo menos 60% dos agentes penitenciários em greve retornem ao trabalho, sob pena de multa diária no valor de R$ 10 mil. A decisão foi do desembargador Edvado Pereira de Moura, que recomendou ainda que fossem retomados procedimentos rotineiros como: visitas de familiares, advogados e servidores.

Fonte: G1/PI


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: