Cabeceira/PI,  24 de julho de 2019
 

16 de outubro de 2017 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Flamengo vence a Chapecoense e segue na luta pela Libertadores

O Flamengo foi a Chapecó neste domingo para encarar a Chapecoense pela 28ª rodada do Brasileirão. Precisando fazer as pazes com a vitória depois de dois empates e uma derrota, os comandados de Reinaldo Rueda superaram os catarinense pelo placar mínimo. Diego, no segundo tempo, deu a vitória ao Rubro-Negro carioca.

Com o resultado, o Flamengo se mantém na sétima posição na tabela, com 43 pontos, e no momento estaria classificado para disputar a pré-Libertadores em 2018. Já a Chapecoense está no bolo de equipes com 32 pontos, que ronda a zona do rebaixamento. Na próxima quinta-feira, o Flamengo recebe o Bahia pela 29ª rodada do Brasileirão, no Ninho do Urubu, enquanto a Chape visita o Atlético-MG no Independência, no dia anterior.

O JOGO

Como tem sido característico dos duelos entre Flamengo e Chapecoense, as duas equipes fizeram um primeiro tempo equilibrado. O Fla tentava controlar a posse de bola com a melhor técnica de seus jogadores, mas a Chape atuava com muita aplicação, avançando com velocidade e recompondo a defesa em seguida.

O Flamengo mais uma vez sofreu com a dificuldade em organizar as jogadas de ataque, e os lances de perigo foram poucos nos primeiros 45 minutos, e tanto Jandrei como Diego Alves tiveram pouco trabalho.

Numa dessas vezes, aos cinco minutos, Trauco recebeu em profundidade pela esquerda e levantou na área. A bola foi do outro lado para Everton Ribeiro, que tentou tocar na pequena área para Guerrero, mas Jandrei fez o corte e impediu o gol.

ATIVAR ALERTAS

Aos 16, Diego foi derrubado na frente da meia-lua da área. Ele mesmo cobrou mas a bola foi fraca e Jandrei não teve problemas para segurar.

A Chape respondeu aos 20 em bela jogada de Reinaldo pela esquerda. O lateral avançou marcado por Arão mas deu dois cortes no volante do Flamengo até ficar de frente para o gol, mas na hora do chute mandou por cima do travessão.

O Fla teve sua melhor chance da primeira etapa aos 22. Everton Ribeiro toca para Arão que devolve de calcanhar para a entrada do atacante na área. Na hora da conclusão, E. Ribeiro pega mal e joga longe do gol.

Dois minutos depois, Túlio de Melo recupera uma bola e tenta pegar Diego Alves desatento com chute de longa distância, mas o goleiro do Fla estava ligado e faz a defesa.

Aos 33, Everton recebe de E. Ribeiro e avança, mas pega mal na bola e não consegue tocar para Guerrero que chegava do outro lado.

As duas equipes retornam para o segundo tempo sem alterações, e é a Chape que assusta primeiro. Aos 5, Reinaldo cruza duas vezes e Túlio de Melo acerta cabeceio que obriga Diego Alves a fazer grande defesa para salvar o Fla.

O Rubro-Negro responde no minuto seguinte com Pará, que recebe de Everton, se livra do marcador mas falha na conclusão e a bola sai pela linha de fundo.

Aos 10, Diego recebe de Everton Ribeiro, dribla o goleiro e tenta o toque para Guerrero, mas a zaga corta. O jogo era mais animado no segundo tempo. Aos 17, o camisa nove sofre falta duvidosa na meia-lua da área. Ele mesmo cobra com muito perigo, mas a bola sai por cima do travessão.

A Chape responde aos 25, e mais uma vez Diego Alves salva o Fla. Após falta cobrada na área, Wellington Paulista tenta o desvio mas o goleiro rubro-negro impede o gol. Na sequência, Berrío entra na área em velocidade, toca para Guerrero na meia-lua. O peruano chuta em gol e a bola bate no braço de Douglas. Pênalti que Everton Ribeiro cobra muito mal e praticamente recua para Jandrei defender.

Se Everton Ribeiro não resolveu, Diego, criticado por perder o pênalti na final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, resolveu para o Fla aos 34. Berrío recebeu na direita e viu o meia penetrando e tocou. Diego, em velocidade, ajeitou e bateu cruzado para marcar o gol redentor.

A Chape tentou reagir e quase empata aos 43, quando Wellington Paulista lançou Apodi na direita, o lateral entrou na área e chutou com perigo, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 48, Berrío perde gol incrível. Arão puxa contra-ataque e lança Guerrero pela esquerda. O peruano avança, se livra da marcação e rola para Berrío livre na direita da área, mas o colombiano erra a conclusão e manda por cima do gol de Jandrei.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE-SC 0 X 1 FLAMENGO-RJ

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 15 de outubro de 2017 (Domingo)
Horário: 17h(de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Hélcio Araújo Neves (PA) e José Ricardo Guimarães Coimbra (PA)
Cartões Amarelos: Elicarlos, Arthur (Chape); Márcio Araújo, Berrío (FLA)
GOL
FLAMENGO: Diego, aos 34 min do 2º tempo

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Elicarlos (Lucas Marques), Lucas Mineiro e Héctor Canteros; Arthur (Rodrigo Pelezinho), Túlio de Melo (Penilla) e Wellington Paulista
Técnico: Emerson Cris

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Réver, Rafael Vaz e Miguel Trauco; Willian Arão, Gustavo Cuéllar, Diego (Gabriel) e Everton Ribeiro (Romulo); Everton (Berrío) e Paolo Guerrero
Técnico: Reinaldo Rueda

Fonte: Gazeta Esportiva


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: