Cabeceira/PI,  1 de dezembro de 2020
 

18 de outubro de 2017 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Polícia prende piauiense considerado um dos maiores pistoleiros do Nordeste

Em três situações distintas, mas ocorridas no bairro da Cohab-Anil, em São Luís (MA), a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) capturou quatro criminosos, em abordagens registradas na manhã desta terça-feira (17/10). Uma das diligências possibilitou aos policiais civis que prendessem um dos maiores pistoleiros do Nordeste, identificado como Marcus Vinícius Feitosa de Castro, de 40 anos, natural do Piauí.

Titular da Seic, delegado Tiago Bardal esclareceu que, em uma das abordagens, as equipes prenderam João Carlos Diniz Martins, 32, e seu irmão, Rodrigo Michel Diniz Martins, 30, quando subtraíam pertences no interior de um veículo no estacionamento de um supermercado. O carro da vítima havia sido arrombado pela dupla, como a fonte observou. Com eles, os policiais apreenderam um automóvel Toyota Corolla, de cor bege e placa NNE-0114, “que havia sido alugado de um terceiro para realizarem diversos furtos na cidade”.

Conforme o delegado, os irmãos possuem uma extensa ficha criminal pela prática do mesmo delito, sendo autuados 12 vezes somente neste ano, mas sempre são soltos pela Justiça. Em outra situação, a equipe da Seic capturou Antônio Macedo de Araújo Júnior, 23, com um revólver calibre 38, sendo autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, mas foi liberado após pagamento de fiança.

Prisão de pistoleiro: em cumprimento a mandado de prisão decretado pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de Teresina, capital do Piauí, os policiais localizaram Marcus Vinícius, natural daquele estado, da cidade de Picos, um dos maiores pistoleiros da região nordestina. Bardal disse que esse homem, dentre vários homicídios, executou um servidor da Secretaria da Fazenda piauiense que se chamava Gernasio de Alencar, pai de três filhos. Ademais, esse suspeito se preparava para matar Bonfim Filho, delegado da Polícia Civil de lá.

Este delegado, como Tiago citou, investigava o crime organizado no Piauí, e, por este motivo, um grupo planejou sua morte, que seria cometida por Marcus.


Fonte: Jornal Pequeno e 180 Graus


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: