Cabeceira/PI,  28 de novembro de 2020
 

25 de outubro de 2017 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Adriana, do Rio Preto, marca e Seleção Feminina é campeã

Em sua primeira participação com a camisa da Seleção Brasileira, Adriana, artilheira do Rio Preto na conquista do Paulistão, fez o gol do empate com a China por 2 a 2 e garantiu o título no país asiático

O ano de superação da atacante Adriana, do Rio Preto/Smel, terminou com mais uma grande conquista e a sua afirmação na Seleção Brasileira. A artilheira do Rio Preto na conquista do bicampeonato no Paulistão estreou como titular do Brasil nesta terça-feira, 24, pela última partida da Copa CFA, contra a China, donas da casa, e fez um dos gols no empate de 2 a 2 no estádio Yongchuan, na cidade de Chongqing. O resultado deu o título ao Brasil. “Foi uma experiência incrível estar aqui, pude participar de todos. No primeiro foi pouco tempo, mas no segundo joguei um tempo inteiro, me senti bem à vontade e o Vadão deu a oportunidade com a lesão da Gabi. Estou bem feliz pelo gol e por ajudar a Seleção”, disse Adriana.

Millene, também do Rio Preto, participou da conquista do Brasil na China. Eleita para compor a Seleção do Paulistão, Adriana não esteve na festa de premiação, mas pediu a parceira de time Jéssica de Lima para pegar seu troféu. Ela foi a artilheira do Jacaré, com 13 gols, no Paulistão.

Na China, nesta terça-feira, Marta fez de pênalti diante das chinesas e Adriana fez o segundo aproveitando sobra de bola na esquerda da grande área. “A gente esperava vencer o jogo, mas não deu, faz parte. Fizemos um bom trabalho e saímos campeãs. Só posso agradecer as oportunidades ao lado dessas feras, da Marta que é uma pessoa incrível”, emendou a atacante.

Técnico Vadão Alvarez conquista primeiro título na sua volta à Seleção (Foto: Fernanda Coimbra/CBF)

A Maga, apelido que recebeu na época que defendeu o Tiradentes do Piauí, em alusão ao Mago Valdívia, vem de um ano de recuperação. Estava na Seleção Sub-20 do ano passado quando lesionou seu joelho e só voltou aos gramados em março deste ano no Paulistão.

Jogar menos não foi problema. Ganhou ritmo, ajudou a equipe com gols e tomou conta do ataque esmeraldino na reta final do estadual. A convocação para Seleção Brasileira também veio nos ‘acréscimos’. Foi chamada de última hora, na véspera do embarque da delegação para China. “Parece que é um sonho. Fiz um gol e ainda joguei ao lado da Marta. Eu queria muito conhecê-la, agora jogar ao lado dela nunca imaginei. Foi muito bom”, finalizou Adriana.

Boa parte do elenco rio-pretense, campeão paulista, posa com a taça (Foto: Rodrigo Corsi)

Bicampeãs recebem taça do Paulistão

As meninas do Rio Preto/Smel marcaram presença na tarde de galã desta terça-feira. A festa, na entidade da Federação Paulista de Futebol, premiou as bicampeãs do Paulistão e também os destaques do torneio, que formaram uma seleção do torneio. Artilheira do Rio Preto no Paulista com 13 gols, Adriana não esteve na festa, já que está na China com a Seleção Brasileira. A volante Jéssica recebeu a premiação no lugar da parceira. Ao final, o momento mais esperado foi a entrega da taça ao elenco do Rio Preto.

A atacante Kerolin, 17 anos, da Ponte Preta, foi eleita a craque do campeonato.

O Rio Preto já voltou aos treinos para representar a cidade nos Jogos Abertos do Interior, de 15 a 25 de novembro, no Grande ABC, mas as comemorações não param. A direção do clube marcou para o dia 13 de novembro uma festa para as atletas em um buffet. Elas também receberam uma premiação em dinheiro de R$ 20 mil do clube pela conquista.


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: