Cabeceira/PI,  5 de dezembro de 2020
 

31 de janeiro de 2018 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Wellington Dias e Ciro Nogueira dialogam sobre impasse no PT

“O governador foi franco com o senador, uma parcela da base petista tem dificuldade de votar nele (…) Não é uma parcela majoritária”, ponderou o secretário.

GERMANA CHAVES
THAIS GUIMARÃES
DE TERESINA

O secretário de Governo do Piauí, Merlong Solano (PT), ressaltou a dificuldade de relacionamento de uma parcela do PT em relação ao apoio à candidatura à reeleição do senador Ciro Nogueira Filho (Progressistas). De acordo com o gestor, o assunto já foi debatido de maneira franca entre o senador e o governador Wellington Dias, mas que esse contratempo ocorre com uma minoria petista.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Secretário de Governo, Merlong SolanoSecretário de Governo, Merlong Solano

“O quadro de dificuldades do senador Ciro com parcela da militância petista já está colocado desde a época do afastamento da [ex] presidente Dilma Rousseff. O governador foi franco com o senador, uma parcela da base petista tem dificuldade de votar nele, entretanto, essa parcela, em nosso entendimento e acredito que no entendimento do próprio senador Ciro, não é uma parcela majoritária”, ponderou o secretário.

Mesmo admitindo a dificuldade entre as partes, Merlong Solano acredita que a maioria dos petistas votará em Ciro Nogueira, sobretudo, considerando o trabalho de aglutinação que vem sendo defendido pelo chefe do Palácio de Karnak.

“Uma vez definida a campanha, com a atitude franca, leal do governador Wellington Dias, de defender a candidatura de todos os que estiverem do seu lado, a maioria dos petistas votará em chapa completa”, disse o petista.

Fonte: GP1


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: