Cabeceira/PI,  29 de setembro de 2020
 

9 de julho de 2018 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

CNH Digital: Piauí é 2º estado com o menor número de documento

No país inteiro, foram emitidos 220 mil documentos. Para tirá-lo, é preciso já ter ou solicitar uma CNH com QR Code

A CNH Digital, versão para celular da Carteira Nacional de Habilitação, lançada há nove meses, avanã a passos lentos, conseguindo adesão de menos de 0,4% dos condutores brasileiros, segundo reportagem da Folha de São Paulo.

No país inteiro, foram emitidos 220 mil documentos. Para tirá-lo, é preciso já ter ou solicitar uma CNH com QR Code. Apesar do amplo acesso da população a celulares e da promessa de segurança e comodidade com a nova tecnologia, a difusão da CNH Digital enfrenta entraves como desinformação, trâmites burocráticos e, em alguns casos, cobranças controversas.

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) diz que cada Detran pode realizar a cobrança de forma autônoma, sem intervenção federal.

Na maioria parte do país, a CNH Digital é gratuita — já que é uma versão para celular da habilitação já emitida em papel. Alguns estados, porém, decidiram cobrar pelo serviço.

Foi o caso do Piauí, onde a carteira eletrônica foi lançada ao custo de R$ 222,07, mas, após forte resistência de usuários, houve recuo do governo local, que passou a oferecer a isenção.

Fonte: 180 Graus


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: