Cabeceira/PI,  27 de novembro de 2020
 

18 de outubro de 2018 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Sarau Cultural: projeto contribui para a transformação da educação e cultura em Cabeceiras do Piauí

Um desejo gritante de transformar a educação e o cenário cultural de Cabeceiras do Piauí, município de pouco mais de 10 mil habitantes, localizado a 96 km de Teresina, levou o ator e produtor cultural Roney Rodrigues a criar o projeto Sarau Cultural, que desenvolve ações na cidade de forma a fortalecer as relações na comunidade e potencializar a arte na vida das pessoas.

Uma das ações do projeto é o Festival Sociocultural, que neste ano acontece entre os dias 26 e 30 de novembro. Roney Rodrigues, que atualmente também é mobilizador de adolescentes e jovens do Selo Unicef, conversou com o Entrecultura. Ele falou mais sobre o Sarau Cultural e suas origens.

Roney Rodrigues (de camisa branca) durante atividade do Sarau Cultural

“Tenho o Sarau Cultural tanto como uma realização profissional, como produtor cultural, como também pessoal, é uma imensa alegria ver toda a cidade se mobilizando e participando do projeto, como também pessoas de fora, que trazem novos conhecimentos e também aprendem muito durante o festival, o respaldo é gratificante. O projeto não acontece apenas nos dias de festival, mas durante todo ano, em que toda cidade se prepara, em destaque as crianças e adolescentes que apresentam diversos trabalhos desenvolvidos durante o ano”, coloca.

O Festival Sociocultural chega em sua terceira edição mantendo a proposta de unir educação e arte a discussões que fomentam o amadurecimento da consciência política, com foco em crianças, adolescentes e jovens. “É mais do que perceptível o impacto do projeto, vejo como toda a cidade se empenha e prestigia o sarau, que movimenta também a economia criativa e o empreendedorismo da cidade, já que durante os dias de festival surge uma variedade comercial”, explica Roney.

O idealizador do evento destaca a vasta programação do festival, que contará com a colaboração de mais de 50 artistas, dentre eles, a produtora cultural Salisa Oliveira, que atua no cinema e integra a organização dos festivais Rio Webfest e São Paulo Webfest. “Será uma edição histórica, cheia de novidades e nuances que farão, dessa, a melhor edição realizada até hoje. Este ano vamos receber mais de 50 artistas e ativistas de quatro estados. Todas as atividades gratuitas. Em breve, divulgaremos todas as ações e programação”, afirma.

O Sarau Cultural é um projeto independente e sem fins lucrativos, que conta apenas com o apoio de alguns parceiros, como a Prefeitura Municipal de Cabeceiras do Piauí, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Secretaria Municipal da Assistência Social. Para ajudar nos custeios do Festival Sociocultural, a organização está com uma campanha de financiamento coletivo on-line. Quem tiver interesse em ajudar, basta acessar este link.


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: