Cabeceira/PI,  26 de fevereiro de 2021
 

8 de novembro de 2018 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

CAMPO MAIOR | Servidores denunciam três meses sem receber salário; Ribinha confirma atraso

Servidora – “Eles ficam jogando a culpa de um pra outro e falam que não podem fazer nada.  Ainda dizem que se a gente tiver achando ruim, que peçamos pra sair”.

A informação é de que cerca de 60% dos funcionários contratados da  Secretária Municipal de Educação estão com os salários dos meses de Agosto, Setembro e Outubro em atraso. Ao “De Olho” o prefeito Professor Ribinha (PT) confirma atraso e secretária Conceição Lima (PT) evita falar sobre o assunto

Quem trabalha quer e tem o direito de receber o pagamento, mas na prefeitura de Campo Maior isso não vem acontecendo, pelo menos é o que relata a denúncia dos servidores contratados que alegam estarem há 3 meses sem receber o salário. – “A denuncia tem que ser anônima se não eles, mesmo não pagando a gente, tiram a esperança de termos um trabalho digno“, desabafa servidor que pediu pra não se identificar.

Ao ser contactado pela nossa equipe no último dia 31 de Outubro Ribinha deixou a entender que tem o conhecimento do descompasso salarial dos servidores mas negou está com três meses em atraso – ” Não tem 3 meses atrasados, ainda não receberam setembro mas será  resolvido essa semana e outubro ainda não acabou“, desbravou o prefeito. Informação essa rebatida pelos servidores. De acordo eles,  a secretaria de educação pagou apenas o mês de Julho – ” Eles pagaram o mês de julho na última quinta-feira (01). Hoje já são 7 de novembro e nunca fizeram o pagamentos de agosto, setembro e outubro dos professores contratados”.

Verdadeiros nariz de palhaço para o servidores; comentar sobre os motivos que levaram o desequilibro financeiro que atrasa as vidas dos servidores, a Secretaria Conceição Lima evitou dizer muita coisa para nossa redação que entrou em contato no último dia 29 de Outubro por um aplicativo de mensagem. Nossas perguntadas foram respondidas por seu marido, vereador Edvaldo Lima, que disse “ (…) quem ta falando aqui sou eu, vereador Edvaldo. (…) estou em São Paulo (…) e a Secretaria está em tratamento médico (…) a resposta quem vai dar sou eu. Quinta-Feira tô aí”, respondeu. A quinta-feira, que seria dia (01) de novembro, passou e, nossas mensagens pedindo as informações nunca mais foram respondidas.

DECRETO JÁ PRONTO

Nas entre-linhas do desequilibro financeiro e econômico que vive a prefeitura de Campo Maior, o vereador Edvaldo Lima, antes mesmo de ser contactado pela nossa redação, já havia dito na tribuna da Câmara que a solução é unica – “corta na própria carne“.

Vereador Edvaldo Lima ao lado da esposa Conceição Lima e do Prefeito Professor Ribinha (Fato: Portal Fato)

O vereador faz referencia a  quantidade “estratosférica ” de servidores que foram alocados dentro do quadro de pagamento da prefeitura de Campo Maior principalmente em períodos que antecedem as campanhas eleitorais. Na tribuna, Edvaldo Lima disse que o “Decretão“,  elaborado pelo prefeito Ribinha que irá exonerar centenas de “servidores”,  já está pronto e prestes a ser executado.

Fonte: Portal de Olho


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: