Cabeceira/PI,  12 de novembro de 2019
 

24 de junho de 2019 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Sobe para 15 o número de focos da peste suína confirmados no Piauí

A Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) confirmou mais três novos casos de peste suína clássica. Agora, o número de focos da doença no estado subiu para 15 e mais animais devem ser sacrificados.

Os novos focos foram registrados em Brasileira e Milton Brandão. A Adapi informou que ações estão sendo feitas para abater os animais infectados, assim evitar feirar com aglomeração de suínos e o trânsito deles pelo estado e por outros vizinhos.

Anteriores a esse foco, a doença já havia sido detectada em quatro municípios: Lagoa do Piauí (02 focos), Domingos Mourão (01 foco), Murici dos Portelas (04 focos) e em Cabeceiras do Piauí (05 focos).

A eliminação de focos segue a legislação federal e o trabalho de atendimento e vigilância é feito pelo Centro de Operações em Emergência Zoossanitária para peste suína clássica do Piauí.

Adapi monitora porco no Piauí – Foto: Gazeta

Primeiro caso

O primeiro caso foi diagnosticado no município de Lagoa do Piauí, a 42 km de Teresina, e preocupa criadores do Piauí e do Ceará. A doença não atinge seres humanos.

Desde o início do mês de março a Adapi intensificou a fiscalização nas fazendas de criadores de suínos localizadas na fronteira entre Piauí e o Ceará e nos caminhões que transportam animais entre os dois estados. A fiscalização começou ainda em novembro do ano passado, depois que um alerta foi emitido após o Ministério da Agricultura, que havia confirmado a existência de focos da peste suína no estado vizinho.

De acordo com o veterinário e fiscal agropecuário Idílio Moura, os animais com peste suína apresentam febre alta, manchas avermelhadas no corpo, conjuntivite, diarreia, paralisia dos membros e morte, principalmente entre suínos jovens. Segundo o veterinário, o vírus é altamente contagioso.

Fonte: Longah


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: