Cabeceira/PI,  31 de maio de 2020
 

28 de janeiro de 2020 Informações da Postagem: Por Apolo Araújo Imprimir Postagem

Piauí é o estado com mais florestas naturais preservadas fora da Amazônia

Enquanto os EUA abandonam o Acordo de Paris e deixam o mundo em pavor ao não mais se comprometerem pela redução da emissão de gases poluentes e o futuro ambiental do planeta, por aqui o Piauí se torna exemplo, até mesmo para o país mais rico do mundo, ao ser o primeiro estado a regulamentar as determinações do acordo e se tornar o estado brasileiro que mais preserva florestas naturais fora da Amazônia. Hoje o Piauí possui mais de 3 milhões de hectares protegidos – cerca de 12,5% de seu território, através da criação das Unidades de Conservação (UC), em um aumento de 300% do território protegido nos últimos dois anos.

Tal resultado não se deu por acaso: além das UC, uma lei estadual obriga que todo proprietário de áreas rurais preserve 30% de sua propriedade, elevando em dez pontos percentuais a exigência federal de 20%. Junta-se a isso o compromisso regulamentado com o Acordo de Paris – que estabelece compromissos objetivos pela redução das mudanças climáticas – e o efeito positivo é direto. Como se não bastasse, o Piauí ainda conta com 32 parques em 3,2 milhões de hectares de preservação obrigatória pelos setores públicos.

Por todos esses motivos que o governador piauiense Wellington Dias é um dos convidados do Sínodo da Amazônia, evento especial realizado essa semana no Vaticano – mesmo o Piauí não tendo a floresta amazônica em seu território. Para discutir o tema “Meio Ambiente – Mudanças Climáticas e a Amazônia”, Dias se apresentará na Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano.

 O governado Wellington Dias

Além do governador do Piauí, farão parte do evento os governadores Gladson Cameli (Acre), Helder Barbalho (Pará), Wilson Lima (Amazonas), Antônio Waldez Goés (Amapá), Flávio Dino (Maranhão), representando os estados da região da Amazônia Legal, além de autoridades dos demais países que compõem a Amazônia, como Colômbia, Bolívia e Peru.

Para Francisco recebe liderança indígena durante o Sínodo da Amazônia


Comentários

icone Facebook
%d blogueiros gostam disto: